O que é SEO? Curso de SEO para Iniciantes

Bem-vindo a aula introdutória do nosso curso gratuito de SEO para iniciantes. Nesse curso vamos te ensinar na prática os fundamentos de SEO e como você pode usá-los para gerar tráfego para sua empresa.

Confira a primeira aula do nosso curso:

O curso será dividido em 4 módulos para facilitar o entendimento, sendo eles:

  • Módulo 1: Pesquisa de palavras-chave;
  • Módulo 2: SEO On-page;
  • Módulo 3: Link Building;
  • Módulo 4: SEO Técnico.

As aulas de cada módulo serão lançadas semanalmente em nosso canal e aqui no blog, dentro da sessão Curso de SEO para iniciantes, assim você vai conseguir aplicar o que aprendeu na sua empresa.

O que é SEO?

SEO é a sigla para Search Engine Optimization, ou em português, otimização para mecanismos de busca.

Que é o processo de otimizar conteúdo para que ele seja descoberto através dos mecanismos de busca de forma orgânica.

Uma forma de ilustrar é por imaginar os mecanismos de busca como bibliotecas, mas que ao invés de armazenarem livros, armazenam páginas e sites.

Assim, sempre que alguém faz uma pesquisa, o mecanismo de busca faz a leitura do seu armazém de páginas e sites e apresenta para o usuário, somente os melhores resultados.

E SEO é mostrar para os mecanismos de busca que a sua página ou site é o melhor resultado.

Por que SEO é importante?

A otimização para mecanismos de busca é importante pelos seguintes motivos, veja só:

1.º É de graça! Diferente de pagar por anúncios, seja no Google Ads, Facebook, Instagram e até Tiktok.

2.º Quando sua empresa alcança um bom rank no Google, o tráfego orgânico se torna algo regular, diferente das redes sociais e e-mail marketing que dão picos de tráfego, mas que acabam não gerando tráfego ao longo do tempo.

Como você já sabe, redes sociais são feitas para mostrar pro usuário sempre conteúdo novo e atualizado já e-mails, são lidos, esquecidos ou acabam caindo na caixa de spam.

Já SEO traz resultado por que o usuário está procurando pela informação e, em geral, as pesquisas costumam ter tráfego consistente mês após mês.

3.º Você tem a oportunidade de alcançar uma quantidade gigantesca de audiência que você não teria de outra maneira.

Só em outubro de 2019, ocorreram mais de 4.39 bilhões de pesquisas no mundo e desses 4 bilhões eram pessoas usando o Google!

É por isso que SEO é um mercado de mais de 423 bilhões de reais, e a razão do porquê centenas de gestores de tráfego e gerentes de marketing estão procurando aprender mais sobre isso.

Todo mundo quer que sua empresa seja conhecida e SEO é a maneira perfeita de fazer isso.

Como o Google funciona?

O Google funciona através de 2 etapas, veja só:

1° Crawling e indexação:

Essas 2 coisas são o que permitem ao Google descobrir novas páginas e criar seu índice de pesquisa.

O Google usa crawlers, também conhecidos como googlebots ou robos, que vão navegando pela internet pegando as informações sobre as páginas.

Esses robozinhos, vão navegando entre as listas de páginas ou URLs chamadas de seeds e então vão seguindo pelos links encontrados nas páginas, indo de uma para a outra descobrindo novas páginas. Esse processo vai acontecendo sem parar, e assim os robôs coletam muita informação.

Depois eles pegam essa informação e levam para os servidores do Google, para serem adicionados no índice de pesquisa.

Se você estivesse pesquisando no Google e ele te mostrasse todos os resultados que mencionam a palavra que você pesquisou, você receberia resultados muito ruins.

O que nos traz a segunda etapa, o Algoritmo de ranqueamento do Google.

O algoritmo do Google

O Google tem centenas de fatores no algoritmo e eles fazem em média entre 500 e 600 mudanças nesse algoritmo todo ano!
Sendo honesto, ninguém sabe exatamente como o algoritmo do Google funciona.

Mas ele nos dá dicas e guias para entender melhor quais os fatores de ranqueamento são mais importantes.

Nesse curso, não vamos te encher com mais de 200 fatores diferentes, muitos deles que são especulativos, mas vamos te ensinar os fatores mais importantes para ficar entre os primeiros do Google com consistência.

Principais fatores para ranquear no Google

Abaixo listamos os 3 principais fatores para que qualquer site possa ranquear entre os primeiros no Google, baseados na sua documentação e estudos feitos pelas maiores empresas do mercado.

Backlinks

Backlinks são links de uma página que apontam para outra, simples assim.

E o Google informa na documentação sobre como a pesquisa funciona, que se um site confiável com boa reputação aponta para outro, isso é um bom sinal de que a informação no site apontado pode ser confiável.

Uma forma de entender o valor dos backlinks, é por pensar neles como votos.

Quando uma página aponta para o site, é como se ela estivesse votando no conteúdo daquele site e quanto mais votos seu site receber de outros sites confiáveis, mais alto é o nível de confiança no seu site.

Existem diversos estudos mostrando a relação entre backlinks e posição dos sites no Google.

Intenção de pequisa

A intenção de pesquisa é a razão por trás da pesquisa feita pelo usuário.

O trabalho do Google é mostrar os resultados mais relevantes para a pesquisa de cada usuário, para qualquer pesquisa.

Sendo assim, você pode descobrir a intenção de pesquisa, por simplesmente olhar para os sites que o Google mostra nas primeiras posições para a palavra-chave que você quer ranquear.

Por exemplo, se você pesquisar por “receitas na air fryer“, você vai ver que os principais resultados são posts em blog com listas de receitas para fazer na air fryer.

Então se você tentar ranquear uma página vendendo uma air frier usando essa palavra-chave, você não vai estar correspondendo a intenção de pesquisa e por isso não vai ranquear.

Agora se você mudar a pesquisa para somente “air fryer“, você vai ver que a maioria dos resultados são ecommerces vendendo esse produto.

Se você tentar ranquear seu post em blog sobre receitas na air fryer você provavelmente não vai conseguir ranquear, por não estar correspondendo a intenção de pesquisa.

Esse é um conceito essencial que deve ser entendido para ir bem no SEO. Para te ajudar, vou te ensinar 3 passos para identificar e corresponder a intenção de pesquisa já no próximo módulo.

Profundidade do conteúdo

Os mecanismos de busca são softwares, e eles não conseguem ler e entender texto como nós humanos.

Por isso, o Google investe bilhões de dólares para criar programas que identificam e entendem o conteúdo até certo ponto.

Mas é SEU trabalho como criador de conteúdo, de prover contexto sobre o assunto.

Por exemplo, se você ver as páginas mais bem ranqueadas para a pesquisa “como dirigir um carro“, você vai perceber que elas falam sobre como ligar o carro, colocar o cinto de segurança, como se familiarizar com os pedais, como ajustar os espelhos e retrovisores, e várias outras coisas que uma pessoa que nunca dirigiu provavelmente não sabe.

Basicamente, você tem que responder à pesquisa do usuário da melhor maneira que conseguir, e isso naturalmente vai gerar conteúdo com profundidade.

É importante falar aqui que profundidade não quer dizer tamanho do texto, ou quantidade de palavras.

Por exemplo, um post sobre “como reiniciar um celular“, não precisa e nem deve ser longo.

Tanto que as principais páginas para essa pesquisa tem apenas 330 palavras. Mas o conteúdo em si, resolve a pesquisa do usuário do início ao fim.

Agora que você já sabe os básicos de SEO, está na hora de partimos para o módulo de pesquisa de palavras-chave.

Não se esqueça de se inscrever em nosso canal e ativar as notificações do nosso blog para não perder as próximas aulas.

Até a próxima!

Leonardo Lima

Artigos relacionados